Tag Archives: globo de ouro

Globo de Ouro – Pontos Altos e Baixos

70th Annual Golden Globe Awards - Show

A 70ª cerimônia de entrega dos Globos de Ouro que aconteceu nesse domingo (13) concentrou muitas celebridades, glamour e algumas surpresas entre os premiados. A escolha da dupla de comediantes Tina Fey e Amy Poehler para serem as mestres de cerimônia foi acertada. Amigas de longa data e ex-integrantes do Saturday Night Live, ambas são comediantes bem sucedidas e possuem suas próprias séries de TV.

A superprodução “Lincoln” que havia sido indicada em sete categorias acabou levando apenas a de melhor ator drama pra Daniel Day-Lewis (o que já era esperado). O que não se esperava na cerimônia era que o filme fosse apresentado pelo ex-presidente Bill Clinton, que foi ovacionado pela plateia. Amy Poehler completou: “É o marido da Hilary Clinton!”

Outro ponto alto do evento foi a escolha acertada de Ben Affleck como melhor diretor, o qual agradeceu emocionado e acabou esquecendo algumas pessoas (o que é normal), o que logo foi consertado por sua esposa Jennifer Garner quando ela subiu ao palco para apresentar a próxima categoria de indicados e fez questão de dar uma ajudinha ao marido ao agradecer a George Clooney.

Will Ferrell e Kristen Wiig  brincaram com as indicadas a categoria de melhor atriz em musical/comédia, tentando adivinhar qual era a trama do filme apenas pelo título, apesar de eles terem afirmado que: “Nós assistimos a TODOS os indicados”. A música ficou por conta de Adele, que pareceu extramente surpresa ao receber o Globo de Ouro por Skyfall.

Teve ainda Tarantino recebendo o Globo de Ouro por melhor roteiro e explicando como funciona o seu método de elaboração das tramas. Ele revelou que lê para os amigos em voz alta, repetidas vezes, o que escreveu, muito embora nem sempre esteja aberto a ouvir críticas.

Jodie Foster ao receber o prêmio Cecil B. DeMille por sua carreira fez a plateia rir e chorar. Ao subir no palco disse: “Eu espero que vocês não fiquem desapontados com o fato de que não vou sair do armário aqui nesta noite. Já fiz isso mil anos atrás..” Criticou a forma com a vida das celebridades é constantemente vigiada como se fosse um reality show, e garantiu: “Minha vida daria um reality show muito chato.” Anunciou a aposentadoria dos palcos e ao final agradeceu a sua família moderna e à sua mãe.

Os pontos baixos da premiação foram a cara de “animação” de Tomy Lee Jones; a entrega do prêmio de melhor filme estrangeiro por Arnold Schwarzenegger e Sylvester Stallone; a falta de química e timing da dupla Salma Hayek e Paul Rudd; “Frankenweenie”  ter perdido para “Valente” e  Daniel Day-Lewis ter seu discurso interrompido por aquela música insuportável feita para “expulsar” os premiados do palco.

Em suma a premiação foi bem diversificada e apesar das tentativos dos membros da academia  (Oscar) de ofuscar o brilho da cerimônia ao anunciar os seus indicados antes da premiação do Globo de Ouro, as coisas fluíram bem. Confira abaixo os ganhadores.

Melhor filme (drama)
Argo

Melhor filme (musical / comédia)
Os Miseráveis

Melhor ator (drama)
Daniel Day-Lewis – Lincoln

Melhor atriz (drama)
Jessica Chastain – A Hora Mais Escura

Melhor ator (musical / comédia)
Hugh Jackman – Os Miseráveis

Melhor ator coadjuvante
Christoph Waltz – Django Livre

Melhor atriz coadjuvante
Anne Hathaway – Os Miseráveis

Melhor atriz (musical / comédia)
Jennifer Lawrence – O Lado Bom da Vida

Melhor roteiro
Quentin Tarantino – Django Livre

Melhor diretor
Ben Affleck – Argo

Melhor longa animado
Valente

Melhor Filme Estrangeiro
Amor (Áustria)

Melhor trilha sonora original
Mychael Danna -As Aventuras de Pi

Melhor canção original
“Skyfall” – 007 – Operação Skyfall

Melhor série (comédia / musical)
Girls

Melhor atriz em série musical ou de humor
Lena Dunham – Girls

Melhor série (drama)
Homeland

Melhor ator em série dramática
Damian Lewis – Homeland

Melhor atriz em série dramática
Claire Danes – Homeland

Melhor ator em série musical ou de humor
Don Cheadle – House of Lies

Melhor minissérie ou telefilme
Game Change

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou telefilme
Maggie Smith – Downton Abbey

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou telefilme
Ed Harris – Game Change

Melhor atriz em uma minissérie ou telefilme
Julianne Moore – Game Change

Melhor ator em uma minissérie ou telefilme
Kevin Costner – Hatfields & McCoys

Mais alguns momentos hilários…

tumblr_mgmp12cQ8B1r4v34qo1_500

tumblr_mglhwop8M31rp68cjo1_250

tumblr_mgliuuG0It1rqmgcuo1_250

tumblr_mgmny9f0ZV1qiu15uo1_250

tumblr_mgljeksnyn1r9mky5o1_500

tumblr_mglksk4Iq21rd5rrfo1_500

Globo de Ouro – Melhor Filme Drama

drama

A categoria de Melhor Filme Drama é a mais aguardada da noite de premiações do Globo de Ouro que acontece hoje, talvez porque estas películas causem mais impacto e exijam mais de seus atores. A disputa nessa categoria deve se concentrar entre os gigantes “Argo”, “Lincon” e “A hora mais escura”. Coincidentemente todos os indicados também estão na disputa pelo Oscar de melhor filme. Que tal conhecer um pouco mais sobre eles? O THC te ajuda! Olha só a nossa opinião sobre cada um deles.

Argo (Argo,2012)

Ben Affleck desde que assumiu a carreira de diretor tem mostrado que leva jeito pra coisa. O seu novo filme Argo, que é baseado em fatos reais, traz a história da operação da CIA para recuperar 6 diplomatas americanos que ficaram presos no Irã em 1979 durante o governo do aiatolá Khomeini. O plano engenhoso é o seguinte, criar um filme falso chamado “Argo” e fazer com que o especialista em fugas Tony Mendez (Ben Affleck) entre no país e saia de lá com os refugiados que deverão se apresentar como a equipe de produção do filme. A trama é engenhosa e bem desenvolvida, Affleck optou por fazer um filme patriótico sem os excessos comumente encontrados em outras películas e obteve um resultado exemplar.

Django Livre (Django Unchained, 2012)

O novo filme de Tarantino não é superior ao seu trabalho anterior (Bastardos Inglórios), mas é uma bem sucedida homenagem aos filmes de Sergio Leoni, desde os créditos iniciais até a presença na trilha sonora das composições de Ennio Morricone (colaborador fiel de Leoni). O filme, como não poderia deixar de ser, é sanguinolento e repleto de humor negro. A violência gráfica de Tarantino ganha contornos impressionantes, cada tiro ou briga é acompanhado por muitos esguichos de sangue. A trilha sonora é um verdadeiro mix, vai desde o hip hop até os temas mais clássicos dos faroestes spaghetti. Não há aqui o luxuoso elenco internacional de Bastardos Inglórios, mas Christoph Waltz, Leonardo diCaprio, Samuel L. Jackson e Jamie Foxx dão conta do recado.Para os fãs do diretor, há até uma participação especial dele no filme.

As Aventuras de Pi (Life of Pi, 2012)

O filme de Ang Lee é belo e inspirado.O roteiro narra as aventuras de Piscine Molitor Patel, ou simplesmente Pi, como se justificará (de forma divertida) ao longo do filme a sua razão de ser. O garoto é filho dos donos de um zoológico localizado em Pondicherry, na Índia, e em virtude de dificuldades financeiras os personagens decidem se mudar para o Canadá, viajando a bordo de um cargueiro que também transporta a grande maioria dos animais do zoo. Durante o percurso o navio naufraga e Pi consegue sobreviver em um barco salva-vidas, onde logo descobrirá que terá que dividir o espaço com uma zebra, um orangotango, uma hiena e um tigre de bengala chamado Richard Parker, o qual vai aos poucos pondo fim à vida dos outros animais que estão ali. Para saber mais sobre filme, leia aqui a minha crítica feita para o lounge do obvious.

Lincoln (Lincoln, 2012)

Steven Spielberg em seu novo filme conta um capítulo importante da história dos Estados Unidos. A película em alguns momentos é cansativa porque envolve muitos diálogos que exigem a atenção do espectador, afinal se narra aqui a luta pela aprovação da emenda anti-escravidão, por isso há debates no Congresso, muitas articulações e, é claro, muita história. A atuação de Daniel Day-Lewis como Lincoln é impressionante, desde a transformação física do ator até a interpretação contida e incisiva do presidente que fizera história em sua nação.

A Hora Mais Escura (Zero Dark Thirty, 2012)

A busca por Bin Landen foi tão minuciosa e envolta de mistério que de fato daria um bom filme, por isso Kathryn Bigelow resolver levar a história para as telonas só que em uma abordagem diferente, ela iria falar sobre o insucesso da caça ao terrorista, eis que, no meio da produção, o inimigo público número um dos EUA é encontrado e assassinado. Mark Boal (Guerra ao Terror) teve então que reescrever toda a trama. O resultado foi bastante positivo e o filme gerou protestos por ter exposto os métodos de tortura da CIA, mesmo que agência tenha negado ter feito isso e dito que tudo aquilo era apenas uma “dramatização” dos acontecimentos. Como muita coisa da operação ainda é sigilosa, a película de Bigelow é uma boa oportunidade para se ter ao menos uma noção do que se passou durante a caçada ao terrorista. Jessica Chastain impressiona por sua atuação precisa e objetiva de Maya a agente da CIA que liderou a operação.

Com tantas produções de alto nível na disputa pela estatueta fica difícil eleger a melhor, mas levando em conta a ascensão de Ben Affleck e sua bem sucedida aposta na carreira de diretor nós aqui no THC estamos torcendo por Argo. E você, já elegeu o seu preferido?

Globo de Ouro 2013

goldenglobe - globo de ouro 2013Para todo cinéfilo, o início do ano é definitivamente uma época de romaria para as salas de cinema com o intuito de conferir os filmes indicados às principais premiações (Globo de Ouro, Screen Actors Guild e o Oscar). Com os holofotes todos voltados para o glamour desses eventos, e, visando auxiliar quem busca conhecer um pouco mais sobre os principais indicados, o THC inicia hoje uma cobertura especial com os comentários sobre as películas e a eleição das nossas preferidas em cada categoria.

Com cerimônia marcada para o dia 13 de janeiro, o 70º Globo de Ouro guarda o eterno título de 2ª premiação mais importante da indústria cinematográfica, e este ano, investe no poder da dupla de comediantes Tina Fey e Amy Poehler como forma de alavancar a audiência da programação e tornar a cerimônia mais divertida, nosso especial começará por esta premiação e posteriormente voltaremos os nossos olhares para as outras (Screen Actors Guild e o Oscar).

Em razão da premiação concentrar categorias voltadas para a televisão e o cinema, nos concentraremos apenas nestas últimas indicações, uma vez que o foco são as produções cinematográficas (e que produções!), basta dar uma olhada nos filmes indicados nas duas principais categorias (melhor filme drama e melhor filme comédia) para conferirmos que não há um padrão. A diversidade contribui para que mais produções ganhem visibilidade, aumenta a concorrência e colabora para o surgimento de algumas “surpresas” entre os vencedores.

Para você que também está na correria para assistir os principais indicados, confira abaixo os concorrentes à estatueta do Globo de Ouro 2013, e fique ligado mo THC pois, em breve, você poderá conferir aqui os comentários sobre os indicados.

Os principais filmes da lista são: Lincoln, que acumula sete indicações; Django Livre e Argo  com cinco indicações cada, e A Hora Mais Escura; Os Miseráveis e O Lado Bom da Vida  com quatro indicações cada.

Melhor filme (drama)

Argo

Django Livre

As Aventuras de Pi

Lincoln

A Hora Mais Escura

Melhor filme (musical / comédia)

O Exótico Hotel Marigold

Os Miseráveis

Moonrise Kingdom

Amor Impossível

O Lado Bom da Vida

Melhor ator (drama)

Daniel Day-Lewis – Lincoln

Richard Gere – A Negociação

John Hawkes – As Sessões

Joaquin Phoenix – O Mestre

Denzel Washington – O Voo

Melhor atriz (drama)

Jessica Chastain –A Hora Mais Escura

Marion Cotillard – Ferrugem e Osso

Helen Mirren – Hitchcock

Naomi Watts – O Impossível

Rachel Weisz – The Deep Blue Sea

Melhor ator (musical / comédia)

Jack Black – Bernie

Bradley Cooper – O Lado Bom da Vida

Hugh Jackman – Os Miseráveis

Ewan McGregor – Amor Impossível

Bill Murray – Um Final de Semana em Hyde Park

Melhor atriz (musical / comédia)

Emily Blunt – Amor Impossível

Judy Dench – O Exótico Hotel Marigold

Jennifer Lawrence – O Lado Bom da Vida

Maggie Smith – Quartet

Meryl Streep – Um Divã para Dois

Melhor ator coadjuvante

Alan Arkin – Argo

Leonardo DiCaprio – Django Livre

Philip Seymour Hoffman – O Mestre

Tommy Lee Jones – Lincoln

Christoph Waltz – Django Livre

Melhor atriz coadjuvante

Amy Adams – O Mestre

Sally Field – Lincoln

Anne Hathaway – Os Miseráveis

Helen Hunt – As Sessões

Nicole Kidman – The Paperboy

Melhor diretor

Ben Affleck – Argo

Kathryn Bigelow – A Hora Mais Escura

Ang Lee – As Aventuras de Pi

Steven Spielberg – Lincoln

Quentin Tarantino – Django Livre

Melhor roteiro

Mark Boal – A Hora Mais Escura

Tony Kushne – Lincoln

David O. Russell – O Lado Bom da Vida

Chris Terrio – Argo

Quentin Tarantino – Django Livre

Melhor filme em língua estrangeira

Amour (Áustria)

A Royal Affair (Dinamarca)

Intocáveis (França)

Kon-Tiki (Noruega, Reino Unido, Dinamarca)

Ferrugem e Osso (França)

Melhor longa animado

Valente

A Origem dos Guardiões

Frankenweenie

Detona Ralph

Hotel Transilvânia

Melhor trilha sonora original

Mychael Danna –As Aventuras de Pi

Alexandre Desplat – Argo

Dario Marianelli – Anna Karenina

Tom Tykwer – A Viagem

John Willians – Lincoln

Melhor canção original

“For You” – Ato de Coragem

“Not Running Anymore” – Stand Up Guys

“Safe & Sound” – Jogos Vorazes

“Skyfall” – 007 – Operação Skyfall

“Suddenly” – Os Miseráveis

thomson