Category Archives: sagrado feminino

Recomendo: Sites nacionais sobre estilo de vida sustentável

Meta: viver uma vida com mais autonomia sobre minhas necessidades (sejam elas físicas, psicológicas, mas principalmente de consumo de bens) e em maior comunhão com a natureza. Tenho buscado há algum tempo fazer isso através da minha espiritualidade, do contato com as práticas do sagrado feminino, da afinidade que partilho com os movimentos de D.I.Y.  E sempre busco estar em contato com blogs e pessoas que produzam material relevante sobre algumas de minhas temáticas favoritas como: consumo consciente e beleza e cosmética natural.
Em geral, a maior fonte de materiais nessas áreas são gringas, mas alguns blogs e marcas nacionais têm prestado um ótimo trabalho na divulgação de conhecimentos na temática ecológica. Trago hoje alguns que conheci e achei inspiradores com a pretensão de fazer essa lista crescer cada vez mais 🙂

Modefica

Focado no veganismo e no ecofeminismo. Fala sobre moda, beleza, arte e comportamento, sempre pautados no viés da sustentabilidade e do consumo consciente. Também produz conteúdo com dicas de cosmética D.I.Y. como as que já compartilhei por aqui. Dentre as colaboradoras de conteúdo destaco a Mona Soares da Ewé Alquimias que é uma super referência na cosmetologia natural e uma grande inspiração para mim <3
youtube – pinterest– facebook

Acorda, bonita!

Um dos meus favoritos: Conheci a Karina através de um grupo de cosmetologia natural e logo me encantei pelo trabalho dela. A proposta do “Acorda, bonita!” é falar sobre beleza fora da caixinha do senso comum e com uma abordagem holística. A Karina é uma super referência nacional também para as meninas cacheadas adeptas do No/Low Poo. No blog dela dá pra aprender sobre aromaterapia, cosmética natural, cuidados femininos e se inspirar para tentar aplicar na prática o conceito de slow-living (e slow beauty) instagram – youtubefacebook

Um ano sem lixo

A Cristal Muniz criou o blog como um auto-desafio: produzir a menor quantidade de lixo possível até o fim de 2015. O projeto segue firme e forte e a designer  continua produzindo conteúdo inspirador para quem pretende levar uma vida com maior consciencia ambiental. Lá você pode aprender sobre compostagem doméstica,  práticas de decluttering (destralhar, desacumular) e consumo consciente. PinterestFacebookInstagram

Insecta Shoes

Blogs vinculados a marcas costumam trazer propaganda demais e conteúdo de menos, mas felizmente esse não é o caso do blog da Insecta Shoes. A marca tem uma proposta super interessante: eles produzem calçados (lindos) e veganos, produzidos a partir do reaproveitamento de tecidos garimpados em peças de brechó. E o blog, idem! Sempre traz novidades e informações valiosas! PinterestFacebookInstagram

Camile Carvalho e o Vida  Minimalista
A Camille Carvalho é professora e pesquisadora de yoga e possui dois blogs recomendadíssimos: o que leva seu nome foca mais no auto cuidado e transformação pessoal, enquanto o vida minimalista é totalmente focado no consumo consciente e slow living. Baseado nos conceitos do Zen, Mindfulness, Slow Living e Simplicidade Voluntária, o Vida Minimalista te inspira a desapegar do que não te serve mais e consumir de forma mais consciente para que possamos cuidar melhor do nosso planeta.
InstagramPinterestYoutube

Jardim do Mundo

Projeto lindinho do casal Emi e Lara que com apenas 1 mês de namoro, resolveram deixar todos os bens materiais e virarem cidadãos do mundo. Além do conteúdo inspirador para exploradores mochileiros, o site reúne muito conteúdo útil sobre estilo de vida sustentável, alimentação, etc. InstagramFacebook

 

 

menstruaçao

Coletores, calcinhas absorventes e mais sobre menstruação

menstruaçao

Cuidados femininos e descobertas pessoais

A temática do empoderamento feminino vem sendo tão debatida e popularizada que – não à toa –  já se tornou jargão no mundo empresarial. Inúmeras são as marcas que vêm apostando nessa nova “tendência” para vender seus produtos. Entre elas, marcas de cosméticos como a Avon com suas “campanhas inclusivas” dos diversos tipos de beleza. Mas, focando no que podemos extrair de positivo nesse novo produto: o empoderamento, podemos falar de uma busca crescente por parte das mulheres em conhecerem melhor os seus próprios corpos e tentar compreender seus ciclos.  Por consequência, nunca se falou tanto em conceitos como “sagrado feminino” e “ginecologia natural“, além da crescente busca por produtos de beleza menos tóxicos e mais sustentáveis,

Sendo o Brasil um dos maiores consumidores de produtos de beleza do mundo, a crescente demanda por produtos menos tóxicos e mais naturais o possível, bem como a popularização de técnicas como No e Low Poo já é um bom indicativo dessa mudança de costumes.
Um dos motivadores dessa mudança de hábitos são pesquisas que apontam os componentes tóxicos presentes em cosméticos como potenciais desenvolvedores de câncer. E a ligação entre o uso dos absorventes descartáveis comuns e problemas de fertilidade (leitura super recomendada).  além dos índices de alergia e riscos associados a Síndrome do Choque Tóxico relacionada ao uso de absorventes internos. As soluções prováveis são o uso de métodos menos invasivos (no sentido de interagir quimicamente com o próprio ciclo) como os coletores menstruais de silicone cirúrgico, os bioabsorventes reutilizáveis e uma novidade no Brasil: As calcinhas absorventes.

Porque eu escolhi o copinho:
Eu poderia citar a listinha de prós que sempre cito para amigas e clientes, como o fatores: sustentabilidade, economia, durabilidade, baixo potencial alergênico, adaptabilidade ao corpo, segurança, mas existe um motivo especial:
Além das promessas de conforto, praticidade e higiene que envolvem o copinho menstrual, meu benefício favorito é o de me permitir vivenciar minha espiritualidade.MENSTRUACAO ilustracao

Todos os meses eu me conecto com o meu próprio corpo, com meus próprios ciclos e devolvo para a terra o que ela me dá. Essa é uma ritualística que gosto bastante e me dá a sensação de pertencimento e (re)conexão com a natureza, que é minha maior fonte de inspiração. (Aprenda sobre plantar sua lua)
Associado a isso, uso também absorventes ecológicos nos dias de fluxo intenso (apenas como prevenção). Esses absorventes são geralmente feitos de algodão orgânico e sem adição de químicos. Uma vez usados, podem ser lavados (assim mesmo, à moda antiga) e depois de secos, reutilizados. Me adaptei totalmente a esse método e atualmente é o que me sinto mais segura. Mas pretendo ainda experimentar as calcinhas absorventesEssas seguem o mesmo princípio dos absorventes ecológicos, (lave e reuse), porém, contam com a praticidade de uma peça única para cumprir essa função, e ao que tudo indica, os fabricantes nacionais estão investindo no design e a grande maioria dos modelos (senão todos) são super usáveis.