Globo de Ouro – Melhor Canção Original

A música exerce um papel fundamental nos filmes, ela ajuda a definir o ritmo da cena, funciona como uma boa ferramenta de divulgação e além, é claro, de ser uma das principais lembranças que o espectador leva após o fim da sessão. O Globo de Ouro tem a tradição de manter entre os seus indicados cantores mainstream reforçando a tendência pop do evento, não é a toa que ano passado a estatueta de melhor canção original ficou com Madonna (como assim?) por “Masterpiece” composta para W.E.

Um detalhe curioso é que nos últimos 8 anos, de todos os ganhadores dessa categoria, excluindo “Crazy Heart’s” e “The Weary Kind”, nenhum deles sequer recebeu alguma indicação ao Oscar. Entre os indicados deste ano, a disputa deve ser mais acirrada para as cantoras Adele e Taylor Swift. Sem mais delongas vamos aos indicados!

For you — Ato de Coragem (Música de: Monty Powell, Keith Urban e Letra de: Monty Powell, Keith Urban)

Uma música extremamente patriótica, que vangloria a bravura dos soldados americanos em trechos como: And I wonder, would I give my life?/Could I make that sacrifice?/If it came down to it, could I take the bullet, I would./Yes I would for you; ao mesmo tempo em que fala das famílias dos militares: Maybe you don’t understand/I don’t understand it all myself./But there’s a brother on my left and another on my right./And in his pocket just like mine, he’s got a photograph./And they’re waiting for him back home.

 

Not running anymore — Amigos Inseparáveis (Música de: Jon Bon Jovi e Letra de: Jon Bon Jovi)

O Bon Jovi, que já ganhou um Globo de Ouro por “Blaze Of Glory” de Jovens Demais para Morrer (Young Guns II, 1990), apresenta uma música mediana (sem graça), que fala do fim da vida e do amor: You ask about my conscience/And I offer you my soul/You ask If I’ll grow to be a wise man/Well I ask if I’ll grow old/You ask me if I known love/And what it’s like to sing songs in the rain/Well,I’ve seen love come/And I’ve seen it shot down/I’ve seen it die in vain.

Safe & Sound — Jogos Vorazes (Música de: Taylor Swift, John Paul White, Joy Williams, T Bone Burnett e Letra de: Taylor Swift, John Paul White, Joy Williams, T Bone Burnett)

Queridinha dos adolescentes, a cantora Taylor Swift se juntou ao Civil Wars e compôs “Safe & Sound” para o filme Jogos Vorazes.A música melodramática apresenta trechos como: I remember tears streaming/down your face/When I said, I’ll never let you go/When all those shadows almost killed your light/I remember you said, Don’t leave me here alone/But all that’s dead and gone and passed tonight.O apelo da intérprete e do filme junto ao grande público teen pode contribuir para que a canção saia vitoriosa na cerimônia de domingo.

 Skyfall —007 – Operação Skyfall (Música de: Adele, Paul Epworth e Letra de: Adele, Paul Epworth)

Ninguém duvida do talento de Adele, que acertou em cheio no novo tema de 007 que relembra saudosamente alguns clássicos da franquia que completa 50 anos de história. A música evoca o fim: This is the end/Hold your breath and count to tem/Feel the Earth move and then/Hear my heart burst again; a origem e os amores de James Bond: Skyfall is where we start/A thousand miles and poles apart/Where worlds collide and days are dark/You may have my number/You can take my name/But you’ll never have my heart. Uma canção bem composta que casa perfeitamente com a trama. Adele exala sensualidade, glamour e mistério em uma interpretação tal qual as famosas Bond girls.

Suddenly — Os Miseráveis (Música de: Claude-Michel Schonberg e Letra de: Herbert Kretzmer, Alain Boublil)

A única música derivada de um musical, “Suddenly” testa os dotes vocais de Hugh Jackman e apresenta um bom resultado carregado de interpretação na qual Jean Valjean canta sobre a descoberta do amor paternal por Cosette. Uma boa canção que perde o seu brilho em meio a tantas músicas de astros pop, e consequentemente, não aparenta ter grandes chances na disputa pelo Globo de Ouro, talvez consiga ao menos uma nomeação ao Oscar.

Apresentados os indicados agora só nos resta esperar pelo grande dia. Aqui no THC nós elegemos Skyfall como nossa preferida e vocês?

4 Comments

  1. Sinceramente, eu era uma grande empolgadora dessas premiações de começo de ano. Mas hoje eu percebo que acabei perdendo todo o entusiasmo, não consigo mais acompanhar :/

  2. Gente, me senti tão alheia ao perceber que só assisti o Jogos vorazes da lista… Não senti nenhum impacto especial pela música no filme, ouvi ela agora, e não me fez lembrar do filme (ok, esse critério é subjetivo, mas tem músicas que o filme vem na cabeça no exato momento que toca, tipo a trilha do Armegedon, que é o primeiro nome que me veio a cabeça), mas não posso comparar com os outros, infelizmente. Acho especialmente difícil no caso do 007, ok, como disse, não assisti, mas pow! Que música pode lembrar mais 007 que aquele “tam tam, tam tam tam tã!…” hahahaha óbvio que não sei que música é essa, por isso tente decifrar pelos tantans, mas isso sempre será 007! kkkk

  3. thomsonalbuquerque

    Jeane de fato o temas de 007 ficaram eternizado na voz de Shirley Bassey (como em Goldfinger), porém acho que Adele fez um excelente trabalho em Skyfall se você assistir o filme (o que eu super recomendo) você vai ver que ele possui várias referências ao período áureo da franquia e a música casa perfeitamente. Então, sabendo que o Globo de Ouro leva muito em consideração o apelo da música junto ao público, as duas mais populares são justamente a Taylor e a Adele, e honestamente a inglesa manda bem melhor do que a country girl.

  4. thomsonalbuquerque

    Comigo é justamente o contrário, esse período é extremamente movimentado para mim, corro para assistir todos os indicados e ficar por dentro de tudo. Acho que faz parte da magia de Hollywood é um momento de consagração para os astros e para os cinéfilos.

Deixe uma resposta