Favoritos: Especial de Oscar.


1 – A Invenção de Hugo Cabret, Martin Scorsese.
Assisti sem ter idéia do que se tratava e sem esperar muita coisa, e acabei me surpreendendo. Um conselho que repetirei aqui é: Não assistam trailers! O filme aborda, entre outras temáticas, o surgimento do cinema e o amor pelos livros. Tudo com uma boa dose de magia, afinal a vida e obra do ilusionista francês, Georges Méliés são homenageadas aqui, dando destaque especial ao filme A viagem à lua (Le voyage dans la Lune), de 1902, considerado o 1º filme de ficção científica. (você pode assistir aí embaixo). Faturou cinco estatuetas:  fotografia, direção de arte, edição de som, mixagem e efeitos especiais.

2 – The Fantastic flying books of Mr. Morris Lessmore, William Joyce.
Eu AMO curtas, e esse é simples e lindo. A temática? Mais uma vez, o amor pela literatura. Faturou o prêmio de melhor curta de animação.  Dá o play para assistir:

3 – Meia Noite em Paris, Woody Allen.
Embora muitos fãs não tenham curtido tanto, esse é um dos meus filmes favoritos de Woody Allen. Eu já tinha assistido há um tempinho atrás e estava aqui na fila de posts na expectativa de uma possível resenha. Indico Meia Noite em Paris para todos, em especial para você, pessoa saudosista que vive com a sensação de que houve uma “década de ouro”, e que a vida antigamente era bem melhor que agora. Assista e obtenha essa resposta. Ganhou o prêmio de melhor roteiro original e, como sempre, o Senhor Allen não deu as caras na cerimônia para receber o prêmio.

4- Uggie, The Artist.
Você já deve saber que o grande vencedor da noite foi o filme mudo e em preto e branco, The Artist, mas mudando um pouco de assunto, muita gente comentou os looks desfilados no Red Carpet ontem, essa tarefa eu passo para as blogueiras que curtem esse tipo de “cobertura” do evento, porque o meu preferido da noite a desfilar no tapete vermelho foi, sem dúvidas,  o Uggie,o cachorrinho lindeza do filme The Artist. Ownn! ♥

E vocês, do que gostaram e o que detestaram? Alguém aí ganhou bolão? (eu fiz míseros três acertos: melhor roteiro original, melhor filme e melhor filme de língua estrangeira 🙁 )

1 Comment

  1. Joyce

    nao fiz bolao, mas se o tivesse feito, teria apostado em meryl streep! vi o filme em sao luiz. o que mais vale é a atuação dela, realmente!

Deixe uma resposta