Fotografias surrealistas de Schilte & Portielje:

Que eu tenho verdadeira paixão pelo trabalho de artistas com um pé no surrealismo não é novidade, mas se tem algo que igualmente me fascina são imagens que ficam ali no limite entre o belo e o assustador, sabe como? Foi assim com o trabalho do casal holandês Schilte & Portielje, que une pintura e fotografia. Suas “foto-pinturas” nunca recebem títulos, atitude tomada pelos artistas no intuito de não influenciar no ponto de vista de quem vê seus trabalhos, deixando a cargo dos espectadores, absorver e interpretar suas obras de forma mais pura.

E para vocês? É curioso, bonito, assustador ou tudo isso junto?

Por Ana Carolina.

5 Comments

  1. Adorei isso de não nomear as imagens, muito boa ideia!
    Esse limite entre o belo e o assustador também é o que mais me chama atenção, mas eu sempre fico na dúvida
    hehe

    Beijos

  2. Bem na linha em pre belo e assustador mesmo!
    O ponto crucial desse limite, na minha opnião está nas cores. O PB deixou no limite, mas se as imagens estivessem em tons de sépia ou amareladas e envelhecidas, ficaria mais assustador. Se estivessem coloridas, usando as mesmas sombras, mas com fundo azul e realces vermelhos nas figuras principais, ficaria mais para belo e nem tão assustador assim.

    Ou eu viajei? ahahah

  3. Je, eu concordo demais. As cores na fotografia são responsáveis por grande parte da sensação que as imagens vão passar, do impacto que elas vão ter, e eu achei engraçado seu comentário sobre os tons de sépia e amarelados porque eu também tenho um pouco de “medo” de fotografias antigas nesses tons (embora eu AME) haha! Bizarro isso, né?

  4. Aliás, fotografias em preto e branco é a característica presente em todos os trabalhos do casal. Bem observado seu comentário 😉

  5. demais!!!!

    http://www.ffash.com.br

Deixe uma resposta