Respeito ao tempo

Na última edição da Lola Mag (revista que eu adoro), li uma matéria lindíssima, escrita pela Constanza Pascolato falando da arte de se envelhecer com dignidade.
Eu achei tudo tão lindo e inspirador que PRECISO citar alguns trechos da matéria aqui:

juliette
“Ao fazer escolhas, a possibilidade de aceitar a vida e a beleza como sinônimo de naturalidade ainda evita a tristeza incontrolável pelo que está por vir. E a natureza, é bom lembrar, costuma ser severa com quem não consegue percebê-la ou finge negá-la.”

“(… )a vida nos esculpe, não sob a ameaça da demência ou da devastidão irreversível, mas preferencialmente trazendo algum conhecimento, sabedoria ou um pouquinho de profundidade. E há maneiras e maneiras de conviver com as mudanças , mesmo quando a urgência e a velocidade de tudo são transformadas em “drama” de época.”

Deixe uma resposta